Só uma viagem

Padrão

Me perguntaram o que eu fiz depois que quebraram meu coração. Na verdade não me pergutaram porque ele foi quebrado ontem. Mas quando perguntarem eu quero dizer que eu não sai correndo pra estar pronto pra próxima. Eu quero poder dizer que eu fui ler mais, que eu tracei minhas metas e as alcancei todas ou algumas, eu quero falar que eu finalmente tenho meu blog e que escrevo e sou ouvido, que eu fui curtir meus amigos, que eu não fiquei derrotado.

Sabe, que ninguém é obrigado a gostar de você, ele não de fato quebrou meu coração. Eu sinto que eu quebrei ele sozinho. Ele nunca me deu esperanças de nada sério, ele foi carinhoso quando ainda fazia sentido ser e mostrou que tava na minha enquanto ainda fazia sentido estar. Eu que continuei. Agora ele tá saindo com outro cara, falou que tá ficando sério. Pode acabar amanhã. Mas ele chegou mais perto que eu. Eu quero ser livre e quero que ele seja livre, mentira, eu quero ele pra mim. Não sei se eu deixo livre e quem sabe no futuro a gente dá certo ou se eu tomo de fato alguma ação agora. Isso de não fazer nada e achar que tudo vai cair no devido lugar sozinho ou automaticamente é pura viagem. Por falta de uma palavra melhor.

Foi uma viagem. Pura. Viagem.

É agora?

Padrão

To esperando… Ja chegamos? E agora? falta muito? Vai demorar mais quanto? Já chegamos?

Eu nunca fui bom de esperar. E agora que isso tudo vai fazer sentido? Aconteceu ontem. Mas eu nunca fui muito bom nesse negócio de esperar. É aqui? É nessa conclusão que eu deveria chegar? Isso aconteceu pra eu ter essa conversa com meu amigo? E perceber que foi culpa minha? Não culpa minha de fato, mas que eu deveria ter falado um “Nossa. Poderia me apaixonar muito fácil por você” ou “to gostando de você” e que o meu erro sempre foi que eu não me abria o suficiente. Ou que eu me abria pouco achando que tava sendo um livro aberto? Que eu decidi, sozinho, que nosso amor era impossível e decidi isso por você também? Que eu determinei e condenei que essa distância tornaria tudo impossível? Às vezes você não ligaria tanto assim. Eu mais uma vez somei dois mais dois e disse que era 4. Que era 4 pra mim e que seria 4 pra você. Porque nada mais faria sentido. Determinei sozinho que nosso amor seria impossível e esperei todos os dias que você me mandasse alguma coisa dizendo o contrário. Que você fosse arrogante como eu e decidisse por nos dois tambem. E quem sabe até pior, passando por cima do que eu decidi como se a sua decisão fosse a melhor. A sua seria melhor.

E agora eu to aqui. To esperando. To esperando. To esperando. To esperando aquela hora em que isso me faz mais forte, quem sabe mais maduro. A hora em que isso me ajuda a perceber que eu joguei como todos os outros jogam. Que eu não mostrei interesse. Que eu nao quis falar que tava gostando. Que eu fingi ser casual. Que eu fingir ser descolado. Que eu fingi que não ficava feliz com umaa curtida sua ou comentário

É isso? Era essa conversa com meu amigo na barca? É aqui? Então a gente pode parar? Então isso pode parar?

É agora?

Conversa do cérebro com o coração

Padrão

Você pode ler esse texto ao som do cover de Give Me Love (originalmente do Ed Sheeran) pela Demi Lovato. Que tava tocando bem na hora em que recebi a notícia de que você tava com alguém. Enquanto por todo esse tempo eu não parei de pensar em você

Essa é a hora em que eu te culpo.

Quantas vezes a gente já conversou sobre isso? Você não é uma criança, quando você se quebra eu não sei onde te levar. Não tem hospital pra você.

Quantas vezes você me fez voltar pra casa? Por “cansaço emocional”? Os livros na sua estante não se leram sozinhos, o seu site não tá termiando, sua dívida não tá paga. Por que diabos você achou que você tinha tempo pra isso? Cadê o seu diploma?

Você não tava lá comigo quando a nossa professora de artes humilhou o nosso desenho? Eu não sou bom nessas coisas. Você sabe que eu não sei te montar como você era antes. Você lembra que você não ficou 100% da última vez que tive que cuidar de você. Porque você foi fazer isso de novo?

Eu queria te dar os parábens. Eu falei pra você não se jogar de cabeça. Agora você tá em pedaços e espera mais uma vez que eu te junte, como se eu fosse responsável por você. Você faz a sujeira, eu limpo. Você faz o que bem entender e eu cuido de você no final. Pois bem. Mas não vou mais te ajudar, vou deixar você assim. Fica miserável por um tempo. Pensa sobre quanta gente você se abriu sobre isso. Você sabe que eu não gosto de me abrir. Fica aí aos pedaços, vai te fazer bem. Você deveria saber. Mas a gente nunca se entende né?

What’s next?

Padrão

A gente sempre se pergunta onde nos vemos daqui a 5 anos, mas você já parou pra fazer o contrário? Olhar pra frente e pensar em arriscar tudo pra ir atrás do seu sonho as vezes assusta mais do que inspira. Mas você já parou pra fazer o contrário? 5 ou mais anos atrás eu era uma pessoa completamente diferente, as coisas estavam completamente diferentes. O meu maior sonho era conhecer os Estados Unidos. Done! 2 vezes. Conheci a Europa também e vi que os Estados Unidos é fichinha comparada com Londres e os voos a 30 libras pra lugares lindos como França, Amsterdan, Italia, França e como aquela viagem (pra um lugar que eu nunca anceei conhecer) mudou minha vida.

O motivo de eu estar escrevendo esse texto é porque a 5 anos atrás eu estava na escola, com 5 extraordinarios amigos. Nos tinhamos inseguranças, não eramos os mais descolados, eramos desengonçados mas de alguma forma a vida expandiu nosso universo e mostrou que havia muito mais nessa vida do que os 30 minutos Casa X Escola que faziamos na nossa cidade no interior do Rio de Janeiro.

Um deles tá na Europa pelo ciencia sem fronteiras, volta agora e fiquei muito feliz de ver como ele evoluiu e virou um homem sabe? Ele era um menino quando eu o conheci e eu também era um. Engenheiro, inteligente, viajado. Eu realmente o admiro muito não só pelo caracter mas é tão incrivel ver como aquele menino de 2003 cresceu. Sabe aquela coisa de vó? De que eu te vi quando você era ‘desse tamaninho’? Então…

Hoje minha outra amiga está indo pra New Jersey passsar um tempo com a família e depois também intercambio no Canadá por um ano. O caso dela foi mais complicado, o curso dela não é contemplado pelo CsF. Tinham 3 bolsas e ela se desesperava de tanto estudar, acho que torturava era uma palavra melhor. Ela respirava, dormia, enfim, vivia praquela prova, pra conseguir isso. Resultado? Ela conseguiu. Das 3 bolsas uma foi dela, a outra do namorado e a outra da melhor amiga. O que isso te diz de contos de fadas?

Vai me dizer que algum deles sonhou com isso 5 anos atrás? bem, ela sonhou… mas não assim tão especifico eu diria. Acho que se tornou melhor do que ela imaginava

Uma outra amiga que já foi zuada de feia na escola já foi até modelo. Depois de uns babacas finalmente achou alguém que a merece, que a trata bem e que é bem bonito. Ela sempre foi a alma da festa, não tem como resistir a personalidade dela. Com certeza a pessoa mais bonita por dentro que eu conheço sem contar por fora também. E tá com empregão, muito bem. Muito orgulho de lembrar de tudo que nós passamos juntos, os sofrimentos, as dúvidas e ver que isso tudo hoje passou, virou ficha pequena.

O meu outro amigo agora é médico. Falaram o quanto era dífici passar na primeira tentativa e como tinham pessoas brilhantes tentando já pela 2x. Besteira. Não só passou de primeira mas mesmo tendo o curso de maior duração se formou primeiro que todos nós. Agora ele carrega o fardo de cuidar dos meus futuros filhos e fazer meu exame de toque.

E eu? Bom, COM CERTEZA, não imaginava nada do que me aconteceu também. Fui contratado depois de 1 ano de estágio e já estou trabalhando num lugar que já me proporcionou realizar todos os meus sonhos. Inclusive o de conhecer os Estados Unidos. Agora eu quero mais, obvio. E o que tá voltando de Londres com certeza vai querer mais da vida também quando voltar. Nossos padrões crescem e mudam sempre. A cada vez que a gente consegue alcançar uma altura a gente vê que pode pegar algo que tá mais no alto. Normal.

Recentemente me perguntaram ‘Qual era o meu prox passo?’. Eu não sei. Tenho pensado muito nisso. Sei que quero morar fora. Antes nos EUA, agora de preferencia em Londres, nunca me senti tão em casa quanto lá. E agora sinto que sou capaz. Sinto que posso correr atrás disso. O ‘como’ que ainda não descobri, mas sinto que agora sou a pessoa que preciso ser pra correr atrás disso. A melhor coisa que está diferente entre o eu de agora e o de 5 anos atrás foi que eu me transformei numa pessoa corajosa, destemida e aventureira. E é justamente essa pessoa que eu preciso ser pra correr atrés desse e de outros sonhos. E isso era uma coisa que eu nunca pensei em alcançar 5 anos atrás. E acho que esse não é o tipo de coisa que respondem quando perguntam “Como você se vê daqui a ou 5 anos?” Mas eu acho, que de tudo, foi a melhor coisa que me aconteceu.

Queria terminar esse texto agradecendo a cada um desses amigos maravilhosos. Alguns não vejo com a frequência que eu queria, mas isso não importa. O bom de ter amigos que te conhecem desde criança é que como eles estavam lá quando você estava crescendo, desde que você estava ainda descobrindo quem você era, então você acaba absorvendo um pouco de cada um deles. Então eu queria dizer que vocês fazem parte de mim, eu sou um pouco de cada um de vocês e cada um de vocês tem um pouco de mim. Então eu vi vocês ontem, hoje, vou ver amanhã e cada dia que eu acordar e ser essa pessoa que eu tanto me orgulho de ser. Que vocês ajudaram a construir. Obrigado. Amo vocês.

Você

Padrão

Você pode ouvir esse texto ao som desse cover de Nashville, pela Taylor Swift

Queria que você parasse de voltar a minha cabeça. Pior. Queria que você parasse de voltar pro meu coração. Ou meu coração parasse de ir até você.

Fazia tempos que eu não pensava em você, dias na verdade, um tempo recorde. Tá, acho que na verdade nunca deixei de pensar, só de ignorar que estava pensando. Ou me distrair com qualquer vento que mexesse uma planta.

A verdade é que to muito confuso ainda de sobre o porque que isso acontece. Porque minha cabeça vai pra Fevereiro? Porque sempre volto pra você? Fico desejando uma vida que eu não tenho, que não me pertence, que me pertenceu num momento, de janeir a fevereiro e desde então tá tão dificil esquecer todos os momentos maravilhosos que passamos juntos. Foram 3 fucking dias, como pude me apaixonar? apaixonar? Ou me envolver? Por que me vinculei tanto a você? Por que o único cara que mexeu comigo mora a 3.000 reais de mim?

“I bet this time of night you’re still up
I bet you’re tired from a long, hard week
I bet you’re sitting in your chair by the window, looking out at the city
And I bet sometimes you wonder about me”

Toda vez que eu escuto eu lembro de você, lembro da vista linda da janela do seu quarto, me pergunto se você se encantou como eu me encantei. To tão confuso. Por que nenhum cara daqui nunca me tratou bem? Por que cada erro dos outros teve que fazer seus acertos e você parecerem mais valiosos?

Eu me sinto maluco por sua causa sabia? A gente se viu 3 vezes, 3 dias, 3 noites e 3 manhãs seguintes. Você foi um caso. Alguém sabe me explicar isso que eu to sentindo? Acho que tiraria um pouco o peso pelo menos eu entender.

Aí me vem 15 perguntas na mente. Por que o que eu senti na Europa foi tão bom? Será que era porque eu podia ser quem eu queria ser? Tinha um espaço só meu? Todo mundo sabia que eu era gay e pela primeira vez parecia não ser nada demais? Será que é porque não é todo dia que eu acordo animado com meu trabalho? Será que é porque cada vez que eu olho oferta de estágio em desenvolvimento web me dá vontade de largar tudo? Será que é porque, se a gente desse certo, e eu morasse num lugar foda como a Europa meus outros problemas não iriam mais importar?

Será que pelo menos dessa vez, Deus, Destino ou seja lá quem for, você ou vocês poderiam me falar logo a resposta? O que é que eu tenho que ver? Seja lá o que for? Para de falar em enigmas.

Porque eu conheci alguém surpreendente se não é pra ser meu? E agora, o que eu faço com você?

Vocês estão estragando tudo

Padrão

Um Travesseiro Para Dois

Leia ouvindo:

É difícil ter que continuar nadando nesse mar de gente sem coração.
É por isso que cada vez mais a gente vê tantas pessoas desacreditando sobre os mais bonitos sentimentos dessa vida.
Talvez seja por isso também que os refrões de mais sucesso são os de dor.
Vocês estão estragando tudo!
Esse negócio de entrar na vida de uma pessoa, ajudando a fazer com que 1 minuto se transforme em uma vida inteira, e depois sair dessa mesma vida sem mais nem menos, não é algo que se recomende pra ninguém.
Parece que ninguém mais se importa com ninguém.
As pessoas estão deixando de ser pessoas para se tornarem copos plásticos, daqueles que você usa e depois joga fora sem pensar duas vezes. A metáfora pode ser pobre mas nem por isso menos certeira.

Dizer que gosta de alguém se tornou motivo pra se afastar e não pra…

Ver o post original 1.076 mais palavras

Sweetest goodbye

Padrão

Eu queria te falar que eu cortei o cabelo do jeito que você me falou. Ficou bom aliás. Mas eu não posso né? A última mensagem quem mandou fui eu, no seu aniversário, 4 parágrafos e você nunca leu e antes dessa tbm fui eu perguntando quando vc viria, porque eu tava pensando dar um jeito e ir até você e tava com medo que as datas batessem.

Hoje em dia é assim né? Os valores trocaram. Se você gosta de alguém você não pode demostrar e não pode valorizar. Você tem que fingir que não se importa com a pessoa, demorar a responder a última mensagem. Quando tudo que você quer é ouvir um ‘Oi’, um ‘bom dia’. Ser carinhoso hoje em dia é sinal de maluquice, carência. Não faz o menor sentido.

Eu acho essa sua covardia (que não é exclusividade sua, muitos caras são assim) pior que a rejeição. Você poderia falar que era melhor a gente dar uma parada afinal a gente mora a 3 mil reais um do outro e eu tenho ciência disso, só acho que poderíamos manter um carinho, eu gostei de você e gostei muito! Um grande amigo uma vez me disse que a gente não é obrigado a gostar de ninguém, que essas coisas não se controlam e é verdade. Do mesmo jeito que vários gostaram de mim e eu não consegui retribuir acho que você não sente por mim o que eu sinto por você. E isso eu consigo entender, isso não me dói. Agora você não visualizar uma mensagem que eu te mandei a mais de 10 dias? Eu ter que ficar tirando conclusões com minha imaginação? Isso sim dói.